Notícias

Estudantes sem acesso à internet

Professor Jorge Queiroz    Por Jorge A.Queiroz e Silva      
  Quinta-feira, 25/03/2021, 17h30
  Fonte: Por e-mail - De Curitiba
  Academia de Letras de Jussara PR - ACLEJU          Bandeira do Brasil
Crédito da imagem: FOLHA BV.
Crédito da imagem: FOLHA BV.

Em meio a uma crise sanitária jamais vista no Brasil, na qual milhões de alunos (as) estão estudando de forma remota, e muitos não têm acesso à internet, Jair Bolsonaro, presidente do Brasil, vetou os 3,5 bilhões oriundos do Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações para o projeto de conectividade do ensino público.
            
De iniciativa de 23 parlamentares, o projeto beneficiaria famílias inseridas no Cadastro Único para Programas Sociais, num universo de 18 milhões de jovens e crianças, além de estudantes indígenas e quilombolas e 1,5 milhão de docentes.  
         
O veto do presidente poderá ser derrubado, desde que 41 senadores e 257 deputados federais votem a favor das novas gerações.            

As consequências da manutenção do veto presidencial serão desastrosas para famílias de estudantes mais pobres que ficarão alheios às aulas virtuais, comprometendo sua aprendizagem e seu futuro.
          
Possibilitar educação de qualidade e equidade social são obrigações do Estado. 

Jorge Antonio de Queiroz e Silva, historiador, palestrante, professor.   

P.S. De acordo com pesquisa, de 26 de maio de 2020, realizada pelo Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (Cetic.br), cerca de 47 milhões de brasileiros, com 10 anos ou mais, não têm acesso à internet.
 

Clube de Autores | jbtreinamento.com.br

O Parceiro da Literatura Nacional

+ noticias
INSTITUCIONAL

ENDEREÇO

Um Jeito Novo de Informar | Centro
87230000 | Jussara
(44)99957-9519
SUPORTE