LITERATURA NACIONAL




JÚLIA E JOSÉ, LUZES NA ETERNIDADE

Livro Júlia e José, Luzes na Eternidade, por Joaquim B. de Souza | Clube de Autores | JB Treinamento

O livro Júlia e José, Luzes na Eternidade, retrata de forma singela uma grande experiência do autor enquanto criança com seus pais e todos que o cercavam na infância.

Desta forma, o autor oferece a leitura de um singelo livro, escrito sob uma linguagem bucólica, sem se esmerar por linhas editoriais rígidas, tradicionais, com aqueles rompantes da história, que conta a história de seus pais, seus familiares, seu mundo, mesclando realidade e fantasias.

Geralmente, os livros são escritos do ponto de vista dos adultos, mas o autor desta obra inovou nesse aspecto: toda a narrativa é do ponto de vista da criança.

As crianças são preteridas do mundo que as cerca. Pois, os cuidados dos entes são para ter certeza de que está tudo bem com o rebento. Entretanto, o que a criança pensa, o que ela está vendo, percebendo, sentindo, o que ela quer se tornar quando crescer, parece não importar aos adultos.

Toda a história, todavia, é narrada levando em conta o mundo das crianças. Portanto, o mesmo diálogo ouvido por uma criança pode ter conotações diferentes quando essa criança se tornar adulta.

 

Clique para comprar o livro Júlia e José, Luzes na Eternidade diretamente da editora Clube de Autores

 



HISTÓRIAS DE JUSSARA NA VISÃO DE PIONEIROS

Livro Histórias de Jussara na Visaão de Pioneiros por Joaquim B de Souza | Clube de Autores | JB Treinamento

Esta coletânea reúne depoimentos de diferentes pessoas que viveram e vivem em Jussara, aqui denominados Pioneiros, e que tem em comum uma história de vida vinculada ao desenvolvimento deste município.

Estes Pioneiros foram escolhidos segundo o aspecto temporal, ou seja, deveriam ter vindo para o município de Jussara anteriormente a 1969. Também fazem parte de um rol de pessoas que o organizador deste livro conhece ou indicados pelos próprios Pioneiros. (Luciana M. Tachini Barbosa).

A busca do ouro verde, o café, nem levando em conta, ora por não se importarem, ora mesmo por desconhecer da instabilidade do mercado e mesmo as frequentes geadas, ambas vilões dessa história, que acabou em frustração para alguns desses pioneiros, que em sua maioria eram empreiteiros, que formaram o café, desde a derrubada da mata, o enquadramento das covas e o plantio dos grãos ou mudas, e o cuidado todo especial até a formação da lavoura. (Quirino R. Maia).


Clique para comprar o livro diretamente da editora Clube de Autores

 


 

INSTANTES DE SOLIDÃO - POESIAS

Livro Instantes de Solidão por Joaquim B de Souza | Clube de Autores | JB Treinamento

Este livro de poesias apresenta uma narrativa singela para retratar na simplicidade o que se passa n'alma daqueles que vivem no conflito do amor, a dor!

Se você aprecia a poesia que retrata o interior de nossas paixões, como essa:

Levou o vento,
O amor!
Deixou saudades,
A dor!

Esse singelo livro vai te fazer bem!


Clique para comprar o livro diretamente da editora Clube de Autores

 


Imagem: Nena O Menino que Inventava Histórias

Sob o regozijo d’alma ofereço a leitura deste singelo livro, NENA, o menino que inventava histórias, escrito sob uma narrativa clara e objetiva, sem se esmerar por linhas editoriais rígidas, tradicionais.

O objetivo maior é resgatar lembranças de um ciclo em que o ser humano, embora possa ter vivido intensamente, pouco entendia o mundo externo que o encarcerava na sujeição e vassalagem. Tempo em que se confundia espiritualidade e realidade. Portanto, para narrar os fatos, o espaço temporal é a década de sessenta, do Século XX, época sem televisão, sem celulares, sem redes sociais.

A falta de compreensão de mundo fazia o sujeito mergulhar apenas no contexto que o cercava: a Igreja. Mesmo que essas recordações sejam truncadas, toscas, mas foi a partir dessa visão e do olhar de uma criança que se tornou possível resgatar esse período. A criança está sempre ouvindo, embora possa fingir o contrário!

Clique para comprar o livro diretamente da editora Clube de Autores


Imagem: O Trem da Saudade sobre os Trilhos da Esperança

Sentir saudades pressupõe o desejo de voltar no tempo, reviver as coisas ou rever as pessoas que nos davam prazer. É comum ouvir também, pessoas dizerem o contrário: não sinto um pingo de saudade de tal coisa ou de tal pessoa. Mas, se o tempo e a vida no campo, o labor do rurista; que não é exatamente como lemos, poeticamente, em algumas literaturas; porque o menino, na quase biografia de sua vida, se mostra saudoso? Seria possível o mesmo trem, transportá-lo ao passado para encontrar sua mãe e dizer lhe o que não foi dito? Seria possível rever seu pai para ajudá-lo empurrar com mais afinco, aquela carroça na subida da serrinha?

Joaquim B. de Souza é escritor de temas diversos. Sua genialidade, embora eclética, é voltada para uma escrita mais técnica, onde não cabe o romantismo. Suas obras vão desde compêndios de livros técnicos de informática, de administração pública e de empresa, a livros de história política regional, como Histórias de Jussara na Visão de Pioneiros, ou até um recente e mais científico que mostra dados sobre a epidemia mundial do Coronavírus, como QUARENTENA a Pandemia da Covid-19.

Em O Trem da Saudade sobre os Trilhos da Esperança, porém, deixa a frieza e a técnica, escreve na primeira pessoa, mostrando a saga de uma vida dura e suas histórias, marcadas por momentos de superação, dor e saudade.

Diene Eire Nalin Nogueira / Professora e Revisora do Livro.

Clique para comprar o livro diretamente da editora Clube de Autores


Imagem: Quarentena a Pandemia da Covid-19 o Coronavírus

A pandemia do Covid-19 revelou ao Brasil e ao mundo as mazelas da saúde e o descontrole social em todos os países. Nenhum país do mundo demonstrou estar preparado para tamanha disseminação de uma doença de forma rápida e avassaladora. A cada dia a luta passa ser por leitos e vagas em hospitais, bem como por respiradores – os ventiladores pulmonares, em falta no mundo todo.

Diante dos fatos não há argumento, portanto, a doença trouxe à tona a percepção de manipulação política nos mais diversos regimes de governo e um controle universal na produção de medicamentos e equipamentos hospitalares, mesmo diante da incerteza de cura, fato muito grave diante do desconhecido.

O Coronavírus revelou ao Brasil quão pouco fizeram pela saúde de seus cidadãos todos esses anos, abrindo uma triste realidade de que o Brasil é um país latino de terceiro mundo, subdesenvolvido e dependente das grandes potências, principalmente das modernas tecnologias; em que, de um lado a classe política tenta a qualquer custo manipular as informações e ter o controle nas mãos, e de outro, a imprensa bombardeada pelos incultos internautas usuários de redes sociais que devido à baixa qualidade intelectual preferem acreditar naquilo que condiz com seus próprios interesses às informações da imprensa profissional.

Coronavírus continua avançando em todo o mundo!

Clique para comprar o livro diretamente da editora Clube de Autores


Imagem: O Padre e a Política Elo do Bem e do Mal

Sob um forte sentimento de júbilo espiritual ofereço de maneira despretensiosa a leitura deste singelo livro, O Padre e a Política – Elo do Bem e do Mal, escrito sob uma narrativa bucólica, sem se esmerar por linhas editoriais rígidas, tradicionais. Meu intento maior é mostrar lembranças de um período em que o ser humano para ser humano era preciso ser animal, bruto e irracional, com uma vida intensa, de pouca nobreza e que, pouco entendia o mundo externo que o encarcerava na sujeição, subserviente aos dogmas da Igreja.

Clique para comprar o livro diretamente da editora Clube de Autores





INSTITUCIONAL

ENDEREÇO

Um Jeito Novo de Informar | Centro
87230000 | Jussara
(44)99957-9519
SUPORTE