Notícias

Finalmente, o Brasil iniciou a vacinação.

   Por Joaquim B. de Souza, Editor
  Terça-feira, 19/01/2021, 10:40
  Fonte: Da Redação
   Imagem: JB Treinamento em Informática | Um jeito novo de ensinar         Bandeira do Brasil

Mônica Calazans, 54 anos, é a primeira brasileira vacinada no Brasil (17 jan 2021) Foto: Reprodução / CNN

Mônica Calazans, 54 anos, é a primeira brasileira vacinada no Brasil (17 jan 2021) Foto: Reprodução / CNN


Inconcebível que os interesses econômicos e políticos sobrepujam as causas humanitárias. E, finalmente, o Brasil deu início à imunização da população contra a Covid-19.

O Coronavírus (SARS-COV-2), popularizado pela doença COVID-19, tem causado estrago de proporções gigantesca nas vidas das pessoas, seja através do emocional, da ignorância, da contaminação, da economia e da política energúmena do governo brasileiro.
 
O governador do Estado de São Paulo, João Doria, oficialmente abriu a vacinação no território nacional, imunizando a enfermeira Mônica Calazans, de 54 anos, com a vacina Coronavac, desenvolvida pelo Instituto Butantã, no Hospital das Clínicas de São Paulo, neste último domingo (17). 

A iniciativa do governador paulista causou certo ciúme no governo federal que reagiu através do Ministro da Saúde e do próprio presidente que ameaçou a democracia brasileira, caso os militares fossem devidamente respeitado. Pois, o presidente Bolsonaro sempre deixou claro não apoiar a vacinação, e por diversas vezes se manifestou a favor do tratamento preventivo através do Hidroxicloroquina. Porém, os profissionais de saúde descartam essa medicação. 

A escolha da enfermeira se deu em razão dela ter um perfil de alto risco para complicações da Covid-19: é obesa, hipertensa e diabética. Segundo suas palavras: "Quem cuida do outro tem que ter determinação e não pode ter medo. É lógico que eu tenho me cuidado muito a pandemia toda. Preciso estar saudável para poder me dedicar. Quem tem um dom de cuidar do outro sabe sentir a dor do outro e jamais o abandona".  

Enfim, ainda que forma incipiente, a imunização da população começou, primeiramente, pelos próprios profissionais de saúde. O restante, será alcançado aos poucos, assim esperam os brasileiros.
 
Segundo o engenheiro agrônomo e bacharel em Teologia, Johnny De Carli, "A boa saúde sempre dependerá muito mais de cuidados preventivos do que de médicos".



Clube de Autores | jbtreinamento.com.br

Livros nas áreas de informática, gestão, negócios e literatura



+ noticias
ENDEREÇO

Um Jeito Novo de Informar | Centro
87230000 | Jussara
(44)99957-9519
SUPORTE