Notícias

Dia de Finados 2019

   Por Joaquim B. de Souza, Editor
  Quarta-feira, 01/11/2019, 16h00
  Fonte: Da Redação
   Imagem: JB Treinamento em Informática | Um jeito novo de ensinar         Bandeira do Brasil

Dia de Finados

O Dia de Finados no Brasil é celebrado pela Igreja Católica no dia 2 de novembro há séculos.  No México, é celebrado nesta mesma data o Dia dos Mortos com uma grande festa atraindo milhares de turistas de todo mundo. No Brasil, parentes e amigos visitam os túmulos de seus entes para levarem flores e queimarem velas em manifestação de saudade, outras costumam rezar pedindo Graças por acreditar nas Bem-Aventuranças do Reino de Deus.

Dia dos mortos no México - na escultura de Joao vitor lopesana,  La Catrina, popularizada por  José Guadalupe Posada, é um esqueleto de uma dama da alta sociedade (Imagem: wikipedia)Para alguns historiadores, desde o século II alguns cristãos rezavam pelos falecidos, visitando os túmulos de seus mártires. No século V, a Igreja dedicava um dia do ano para rezar por todos os mortos esquecidos, "rezar por todos os mortos, pelos quais ninguém rezava e dos quais ninguém se lembrava" (Mons. Arnaldo Beltrami). Conta- se de que também o abade de Cluny, Santo Odilon, já em 998 D.C. pedia aos monges que orassem pelos mortos.

A partir do século XI os Papas Silvestre II (em 1009), João XVII (em 1009) e Leão IX (em 1015) obrigavam sua comunidade à dedicação de um dia aos mortos. Portanto, todos esses fatos levaram, no século XIII, reservar um dia anual passando o dia 2 de novembro a ser a celebração aos mortos, aproveitando que no dia 1º de novembro é a Festa de Todos os Santos.

Embora sob contestação protestante, a doutrina católica se baseia em algumas passagens bíblicas para fundamentar a celebração (cf. Tobias 12,12; Jó 1,18-20; Mt 12,32 e II Macabeus 12,43-46), se apoiando numa prática de quase dois mil anos.

"No dia de finados, as pessoas enfeitam os túmulos com flores, acendem velas e muitas mandam rezar missas pelos parentes que perderam. É um dia muito triste, pois através das homenagens feitas, as pessoas voltam a sofrer a dor da perda, entristecendo-se e até chorando por saudade" (Jussara de Barros, Equipe Brasil Escola).

Em Jussara PR nada está alheio a tudo isso. O Cemitério Municipal Pedro Luiz de Oliveira Filho (homenagem ao colonizador que estava entre os dez primeiros habitantes de Jussara em 1951), certamente, vai receber centenas de visitantes neste dia 02 de novembro de 2019.

Dicas de leitura:

Dia dos Mortos
Dia dos Fieis Difuntos
Dia de Finados



Clube de Autores - livros de todos os gêneros literários  | JB Treinamento
Livros de todos os gêneros literários

+ noticias
ENDEREÇO

Um Jeito Novo de Informar | Centro
87230000 | Jussara
SUPORTE