Lembranças de Vinicius de Moraes

Rememoram-se 40 anos de falecimento de Vinicius de Moraes (19 de outubro de 1913 a 9 de julho de 1980), porém ele continua vivo no imaginário social, na diplomacia, na dramaturgia, na poesia, no canto e na composição, só para dizer alguns dos seus talentos. (Prof. Jorge Queiroz)

Últimas Notícias

Eleições 2020 – Duplo Interesse

Grupos mandatários da gestão atual fazem pedidos para o adiantamento das eleições, enquanto que os de oposição não abre mão das eleições este ano. Com razão, tem administração insuportável e prorrogar esse martírio da população não é justo.

Pandemia e educação

O novo coronavírus, motivo da pandemia global, altera a vida das pessoas, em âmbito individual e profissional, a exemplo da alteração que ocorre na educação do ensino básico. (Texto Prof. Jorge Queiroz)

Sergio Moro em três momentos

Enumero três momentos da vida de Sergio Fernando Moro, natural de Maringá - PR (10 de agosto de 1972), ex-ministro da Justiça, ex-magistrado, professor universitário. (Texto Prof. Jorge Queiroz)

Massacre do Centro Cívico completa cinco anos

Aos 29 de abril de 2015, educadores (as) do ensino básico e universitários (as) estaduais e estudantes, em greve, repudiavam o Projeto de Lei 252/2015, encaminhado por Beto Richa, ex-governador do Paraná (janeiro de 2011 a abril de 2018) e réu em ações por inúmeros crimes, à Assembleia Legislativa, que alterou a ParanaPrevidência. (Texto Prof. Jorge Queiroz)

Galeria de fotos


Notícias

Princesa Isabel, libertai por nós!

   Por Joaquim B. de Souza, Editor
  Segunda-feira, 13/05/2019, 13h00 
  Fonte: Da Redação

Bandeira do Brasil

Lei Aurea Princesa Isabel, libertai por nós!
Imagem: Lei Aurea Princesa Isabel, libertai por nós!

A deputada federal Jandira Feghali (PCdoB) publicou neste dia 13 de maio em sua rede social algumas considerações sobre a libertação dos escravos:
 
"Das heranças racistas que carregamos até hoje de forma estrutural. Um parlamentar à época defendia uma proposta que determinava que o governo espalhasse os escravos libertos pelo Império, de modo a evitar a sua "acumulação nas cidades". 

Numa outra publicação escreveu: "Das curiosidades nada conhecidas por trás da Lei Áurea, Princesa Isabel assinou a lei mais pela vontade de frear a luta dos abolicionistas (que defendiam que o Estado reconhecesse seu erro e indenizasse os escravizados), o que garantir seus plenos direitos enquanto cidadãos livres".
  
Na mesma sequência escreveu: "Fim da thread, mas não dos nossos desafios frente ao racismo ainda instalado em nossa sociedade. A desigualdade no mercado de trabalho, salarial, das vidas que são retiradas pela violência diária... O Brasil tem muito ainda a caminhar".  

Considerações da Redação

Segundo alguns historiadores a Lei Áurea tinha o propósito de promover a libertação completa dos escravos, e no dia 13 de maio de 1888, ocorreu à liberdade total e definitiva dos negros no Brasil, segundo a promulgação dessa Lei.

Portanto, Lei Áurea, oficialmente Lei Imperial n.º 3.353, sancionada em 13 de maio de 1888, foi o diploma legal que extinguiu a escravidão no Brasil. Agora, o que vem depois, o racismo, a supremacia branca, as persiguições, a não aceitação de muitos grupos com interesses contrários a essa liberdade, é outra história e outras lutas.
 
E para finalizar, é bom que se diga, é importante que apenas negros podem falar em nome de negros, e os afrodescendentes de escravos devem saber e lutar por isso! 


Fonte: Twitter @jandira_feghali | Wikipédia | Redação NJ




Clube de Autores - livros de todos os gêneros literários  | JB Treinamento
Livros de todos os gêneros literários!
+ noticias
ENDEREÇO

Um Jeito Novo de Informar | Centro
87230000 | Jussara
SUPORTE