Notícias

Alunos especiais são assistidos por Programa social da Sicredi

  Por Joaquim B. de Souza, editor
 Sexta-feira, 22/12/2017, 10h30
  + notícias


Foto: Lançamento do Programal Social A União faz a Vida | Imprensa Sicredi União PR/SP
Foto: Lançamento do Programal Social A União faz a Vida | Imprensa Sicredi União PR/SP

Um dos preceitos primordiais da educação responsável e de qualidade é atender os alunos com necessidades especiais. Por esse motivo, além de atender crianças e adolescentes de escolas públicas e privadas, o Programa ‘A União faz a Vida', da Sicredi União PR/SP, também inclui os alunos especiais, que responderam positivamente ao método.


Uma mostra disso é o trabalho realizado na Escola Municipal 27 de Novembro de Paraíso do Norte/PR. Com turma exclusiva para portadores de necessidades especiais, os alunos escolherem o tema ‘Moradia' para abordarem durante o ano letivo, e a professora Alcilene Boeira Cadimo Verdério conciliou a proposta com as disciplinas.

"Apliquei a metodologia e me surpreendi com o interesse dos estudantes pela busca de conhecimento As atividades saem da rotina tradicional da escolar e, por isso, eles se tornaram mais participativos", comenta a educadora, citando que as crianças assistiram ao filme ‘Os três porquinhos', participaram de rodas de conversa, construíram maquetes, e saíram três vezes da escola para expedições investigativas.

"Cada aluno especial tem o seu tempo no processo de aprendizado, por isso, achei interessante a forma como todos ficaram envolvidos nas atividades, principalmente com a visita no bairro mais antigo da cidade, bem como na vila rural e no Jardim Ouro Verde, onde tem residências mais sofisticadas", destaca.

Na avaliação da educadora, a emoção e a satisfação de estarem em uma experiência in loco, conhecendo diversos tipos de moradias, fez muita diferença no processo de aprendizado das crianças. "Geralmente eles frequentam os mesmos lugares, ou seja, de casa para escola e vice e versa. Então, o fato de se deslocarem sem os pais pela cidade significou uma descoberta entusiasmante para eles".

A partir disso, as crianças até pediram para conhecer o processo de construção de uma casa e, mais uma vez, a escola deslocou a turma. Na obra, um pedreiro mostrou o preparo do cimento, como assentar os tijolos, a estrutura do telhado e, inclusive, o alicerce. "Foi muito gratificante trabalhar a metodologia com os alunos especiais, percebi que as novas experiências fizeram as crianças se sentirem mais incluídas na sociedade, sem contar o aproveitamento no aprendizado e a reflexão sobre a sua própria moradia", ressalta Alcilene.

Brincadeiras

Na Escola Municipal de Tamboara/PR, a professora de educação especial Eliana Marques Coelho dos Santos aplicou o projeto "Resgatando brinquedos e brincadeiras" junto à quatro alunos de 9 a 11 anos. Para ela, os resultados obtidos por meio do Programa "A União Faz a Vida" também foram além do esperado. "Mais do que resgatar brincadeiras com os pais e avós, as crianças puderam desenvolver coordenação motora, equilíbrio, autoestima e passaram a brincar com as demais crianças da escola no horário de intervalo", enfatiza.

Uma das brincadeiras que mais fez sucesso, segundo Eliana, foi a perna de pau. Com a ajuda de pessoas da comunidade, os alunos não mediram esforços para aprender a usar o brinquedo. "Um dos alunos teve mais dificuldade e deixei que levasse a perna de pau para casa para treinar. Três dias depois ele trouxe e atravessou o pátio da escola inteiro andando no brinquedo. Foi uma grande alegria e agora ele passa todos os recreios exibindo a performance para as outras crianças", comenta a professora.

Na avaliação de Eliana, a metodologia auxiliou e facilitou o trabalho com os alunos especiais. "As crianças ficaram muito mais motivadas a aprender e passaram a interagir mais com as outras crianças. Foi muito gratificante e produtivo", completa.

Programa

O Programa ‘A União faz a Vida' é implantado nos municípios por meio de apresentação do método à secretaria municipal de educação. A partir daí os educadores são capacitados e, depois, começam a trabalhar com os alunos a metodologia proposta.

O trabalho é feito por meio de projetos que sugerem diversas atividades, como expedição investigativa, pesquisa, relatos, e rodas de conversa, quase sempre com o envolvimento da família e da comunidade, que despertam o interesse dos alunos para adquirir novos conhecimentos. Por fim há o evento de culminância, em que são apresentados os resultados.

Atualmente, o Programa "A União Faz a Vida" alcança 29 municípios das regiões norte e noroeste paranaense e centro-leste paulista, com atendimentos prestados a mais de 160 escolas, 23 mil crianças e adolescentes e dois mil professores. Em âmbito nacional, o Sistema Sicredi contempla mais de 229 mil alunos, 21 mil educadores e 1,4 escolas em 292 municípios.

Textual Comunicação - Assessoria de imprensa Sicredi União PR/SP


Clube de Autores - livros de todos os gêneros literários  | JB Treinamento
Livros de todos os gêneros literários!
+ noticias
ENDEREÇO

Um Jeito Novo de Informar | Centro
87230000 | Jussara
SUPORTE