Notícias

Feriado da Padroeira de Jussara e 62 anos de instalação do município

  Por Joaquim B. de Souza, editor
 Sexta-feira, 08/12/2017, 14h45
  + notícias


Imagem: Gustavo Bezerra / PT na Câmara
Foto: Centro de Jussara, em 1963 - Casas Permbucanas e Bar Ouro Verde ( Acervo pessoal Paulo Pereira).

Nesta sexta-feira (08/12) o munícipio de Jussara comemora seu sexagésimo segundo aniversário desde sua instalação em 1955, juntamente com da data da Padroeira do Município.

Segundo relato de pioneiros no livro "Histórias de Jussara na Visão de Pioneiros, publicado em 2015" no dia 13 de julho de 1955, Jussara foi elevada à categoria de Município pela Lei Estadual nº 2411, sendo a sua instalação em 8 de dezembro de 1955 e seu desmembramento ocorreu do Município de Engenheiro Beltrão.


Foto: Centro de Jussara entre 1973/1974 (acervo Paulo Pereira)

O livro "Histórias de Jussara na Visão de Pioneiros" foi possível graças às contribuições valiosas dos depoimentos dos pioneiros:

Alcides Petita;
Américo Colauto Filho;
Anor Bernardino da Silva Filho;
Arno Tachini;
Eder Maurício Jacomini;
Francisco Laurindo Barbosa;
Itsuo Kimura;
Jorge Antonio de Queiroz e Silva;
Júlio Lino;
Jusmar Barbosa Facina;
Katsuji Kaneshiro;
Lucina Mara Tachini Barbosa;
Luiz Gotardo;
Maria Mitsuhashi Ueda;
Martin Mingues;
Massanori Kimura;
Minoru Shimada;
Nestor Marioto;
Paulo Pereira de Souza;
Quirino Ramos Maia;
Vady Preciso;
Wilson Aparecido Reki;
Wilson José da Freiria.

Ainda relatos no livro dão conta de que a data da instalação do município (08 de Dezembro de 1955) foi de escolha do primeiro prefeito Manoel José Soares (falecido em 2009), em virtude de ser o dia de Nossa Senhora da Conceição.

Segundo o artigo "Jussara 60 anos - o início de tudo", o autor Paulo Pereira nos relata que uma comitiva se deslocou para Coritiba com o intuito da criação do município. "Em Curitiba foram no Gabinete do Deputado Aníbal Curi, que intermediou a comitiva jussarense com o então Presidente da Assembleia Deputado Acioli Filho, que de imediato manifestou-se simpático à ideia da criação do Município de Jussara.

Esses depoimentos nos revelam também que "uma vez alcançado o objetivo que era a criação do Município de Jussara, cumpria eleger-se o seu primeiro prefeito e 02 (dois) nomes foram colocados à apreciação popular: o senhor Manoel José Soares, pelo partido UDN e o do Dr. Jose Jukowisk, pelo partido PSD, do então governador Moisés Lupion". Como a própria história nos revela o senhor Manoel José Soares foi eleito o primeiro prefeito do município de Jussara.

Para concluir essa singela homenagem à Jussara, esclarecemos que "o nome do município se deu devido a grande ocorrência na região, do palmito branco Euterp sp ( espiritosantensis), portanto, não confundir a classificação científica sp com a unidade federativa SP (São Paulo); Euterpe sp é vulgarmente conhecido pelo nome de Jussara e os símbolos são:


Autora do Geny Severina de Queiroz e SilvaBRASÃO criação do Stúdio Pantheon.

BANDEIRA criação do jussarense Boanerges Vieira da Silva Filho. 

HINO letra de Geny Severina de Queiroz e Silva (1920-1997), chegou em Jussara, em 26 de julho de 1961. Escreveu a letra a pedido do pref. Manoel José Soares. A música de Sebastião Lima de Curitiba.
  

Ouça o Hino na voz de Jussara Barbosa.







Clube de Autores - livros de todos os gêneros literários  | JB Treinamento
Livros de todos os gêneros literários!
+ noticias
ENDEREÇO

Um Jeito Novo de Informar | Centro
87230000 | Jussara
SUPORTE