Notícias

Histórias de Jussara - As Galochas

Por Jorge Antonio de Queiroz e Silva - sábado, 26/12/2015, 10h56

Gentil de Queiroz e Silva Filho, José Antonio de Queiroz e Silva, Dr. Gentil de Queiroz e Silva, dentista, Jorge Antonio de Queiroz e Silva, Geny Severina de Queiroz e Silva, autora da letra do Hino do município de Jussara, Antonio Carlos de Queiroz e Silva. Esta foto é de 1961, ano da nossa chegada em Jussara.
Legenda da Foto: Gentil de Queiroz e Silva Filho, José Antonio de Queiroz e Silva, Dr. Gentil de Queiroz e Silva, dentista, Jorge Antonio de Queiroz e Silva, Geny Severina de Queiroz e Silva, autora da letra do Hino do município de Jussara, Antonio Carlos de Queiroz e Silva. Esta foto é de 1961, ano da nossa chegada em Jussara.

Advindo de Recife-PE, com quatro anos de idade, lembro, com saudades, do dia da minha chegada a Jussara. Era manhã do dia 26 de julho de 1961.

Tinha chovido torrencialmente no dia e noite anteriores à minha chegada. Não existia asfalto na cidade. Assim, as galochas, calçados de borracha comuns nos anos 60, eram habitualmente usadas por cima dos sapatos ou das botas para protegê-los do contato com a água.

Raimundo Tadeu, do blog Pato Velho, explica:

A galocha era uma proteção do sapato, feita de um composto de borracha. Para andar na rua era ótima. O problema era ficar em um ambiente fechado, como na sala de aula. Não era de bom tom ficar de galochas, até porque não eram elegantes. A expressão ‘chato de galochas' aponta exatamente para o aspecto superlativo de quem não é bem recebido e ainda usa o referido artefato.

Galocha. Crédito da imagem: Pato Velho.Eu não usava e não conhecia as galochas. Nem tampouco a minha mãe e irmãos as conheciam, exceto o meu pai que chegara três meses antes à Jussara (observe a foto acima de minha família).

Naquela manhã os meus sapatos ficaram bem molhados e atolados no barro. No entanto, para mim, foi uma festa. Atolava e desatolava os meus sapatos no barro. Era o meu primeiro brinquedo em terras jussarenses, o barro. Mamãe não gostou: "Menino para com isso."

Feliz Ano Novo

Não poderia deixar de desejar, de coração, aos (às) jussarenses um abençoado Ano Novo. Que o amor, a paz, prosperidade, esperança e saúde sejam constantes em suas vidas.

Não poderia também deixar de mencionar as iniciativas de moradores que publicaram, neste site, inúmeros documentos referentes à história de Jussara, "terra colossal do norte do Paraná". Acredito, piamente, que num futuro não distante, teremos um livro sobre a história de Jussara. Parabéns!

Entro em férias. Retorno em fevereiro. Forte abraço.

Jorge Antonio de Queiroz e Silva é historiador, palestrante, professor. Membro do Instituto Histórico e Geográfico do Paraná.


JB Treinamento em Informática, cursos e livros
JB Treinamento em Informática, cursos e livros


Rede social:

https://www.facebook.com/noticiasdejussara
https://www.facebook.com/jbtreinamento

+ noticias
ENDEREÇO

Um Jeito Novo de Informar | Centro
87230000 | Jussara
SUPORTE