Lembranças de Vinicius de Moraes

Rememoram-se 40 anos de falecimento de Vinicius de Moraes (19 de outubro de 1913 a 9 de julho de 1980), porém ele continua vivo no imaginário social, na diplomacia, na dramaturgia, na poesia, no canto e na composição, só para dizer alguns dos seus talentos. (Prof. Jorge Queiroz)

Últimas Notícias

Eleições 2020 – Duplo Interesse

Grupos mandatários da gestão atual fazem pedidos para o adiantamento das eleições, enquanto que os de oposição não abre mão das eleições este ano. Com razão, tem administração insuportável e prorrogar esse martírio da população não é justo.

Pandemia e educação

O novo coronavírus, motivo da pandemia global, altera a vida das pessoas, em âmbito individual e profissional, a exemplo da alteração que ocorre na educação do ensino básico. (Texto Prof. Jorge Queiroz)

Sergio Moro em três momentos

Enumero três momentos da vida de Sergio Fernando Moro, natural de Maringá - PR (10 de agosto de 1972), ex-ministro da Justiça, ex-magistrado, professor universitário. (Texto Prof. Jorge Queiroz)

Massacre do Centro Cívico completa cinco anos

Aos 29 de abril de 2015, educadores (as) do ensino básico e universitários (as) estaduais e estudantes, em greve, repudiavam o Projeto de Lei 252/2015, encaminhado por Beto Richa, ex-governador do Paraná (janeiro de 2011 a abril de 2018) e réu em ações por inúmeros crimes, à Assembleia Legislativa, que alterou a ParanaPrevidência. (Texto Prof. Jorge Queiroz)

Galeria de fotos


Notícias

Jussara 60 anos - O Inicio de Tudo

Por Paulo Pereira de Souza - sexta-feira, 04/12/2015, 09h38

Centro de Jussara, em 1963 - na foto: Pernambucanas, Bar Ouro Verde (Bar do José Ortiz)
Centro de Jussara, em 1963

No início de 1955, uma comitiva Jussarense é recebida no Gabinete do Deputado Aníbal Curi, que intermediou uma reunião com o então Presidente da Assembleia Deputado Acioli Filho; que de imediato manifestou-se simpático à ideia da criação do Município de Jussara.

O Início

Jussara surgia, além do Ivaí, no ano de 1951, cuja área de terras estava pronta para ser comercializada, eram 8.000 (oito mil alqueires) que estavam demarcadas para serem negociadas, sendo que os primeiros compradores foram os senhores Mário Sérgio de Carvalho e Márcio Tavares de Menezes que eram comerciantes, solteiros, residentes e domiciliados na cidade de Cornélio Procópio e fizeram a compra de terras do lote nº 108 da Gleba Cananéia no dia 09 de maio de 1951.

No dia 15 de maio de 1951, os irmãos Ykunoshim e Kenji Kimura compraram os lotes de terras 162 e 162-A da Gleba Cananéia e depois muitas outras pessoas vieram e daí foi surgindo a área urbano do Patrimônio de Jussara.

Os primeiros habitantes foram os senhores: Américo Carlos Cariani que veio para administrar o Hotel da Companhia localizado na Praça Central, hoje a Praça Valdemar Alves Nogueira, mas o considerado pioneiro dos pioneiros  foi o senhor Pedro Luiz de Oliveira que veio para derrubar o mato para a construção do Hotel da Companhia.

Os primeiros lotes urbanos foram adquiridos pelo Argentino Pedro Pardo que mais tarde construiu o Hotel São Pedro, onde hoje se localiza o Cartório do Luiz Siqueira.

Depois da construção do Hotel da Companhia Melhoramentos vieram outros comerciantes e dentre eles o senhor Manoel José Soares que foi o primeiro prefeito eleito no ano de 1955 e os senhores José Bordin; Irmãos Mitshuhashi; Dr. José Jucowiski; José Jardim Siqueira; Antonio Pereira de Souza; Acrísio de Castro Jucá e a senhora Maria Dea de Mello Santos que foi a primeira Diretora da Escola Municipal e a primeira vereadora e Presidente desta Câmara Municipal e muitos outros pioneiros que colaboraram no desenvolvimento do município de Jussara.

O primeiro Prefeito de Jussara foi o senhor Manoel Soares. No quinquagésimo aniversário de Jussara ele relatou que no início do ano de 1955, ele e seus amigos o Doutor José Jukowisk e sua esposa Dra. Malvina, o Sr. Bube (cunhado do sr. José Bordin) e José Jardim Siqueira (pai do Luiz do cartório), resolveram ir a Curitiba pleitear a criação do Município de Jussara. Disse que viagem a Curitiba foi realmente uma aventura e foram no carro do Dr. José Jukowisk, passando pelo Norte Velho, via São Jerônimo da Serra, já que na época não existia a famosa Estrada do Café (Maringá/Ponta Grossa).

Em Curitiba foram no Gabinete do Deputado Aníbal Curi, que intermediou a comitiva jussarense com o então Presidente da Assembleia Deputado Acioli Filho, que de imediato manifestou-se simpático à ideia da criação do Município de Jussara.

Relatou que a pretensão inicial era a criação do Município de Jussara, com limites alcançando a divisa do Município de Engenheiro Beltrão, mas com a interferência do Deputado Jorge Maia, que queria também a criação do Município de Terra Boa, alterou-se as divisas dos municípios, utilizando-se de uma régua para traçar uma linha seca passando da Cerâmica da Companhia, no porto do Rio Ivaí, até o Município de Araruna.

Uma vez alcançado o objetivo que era a criação do Município de Jussara, cumpria eleger-se o seu primeiro prefeito e 02 (dois) nomes foram colocados à apreciação popular: o senhor Manoel José Soares, pelo partido UDN e o do Dr. Jose Jukowisk, pelo partido PSD, do então governador Moisés Lupion.

A primeira eleição municipal

O senhor Manoel José Soares venceu as eleições, mas infelizmente na época encontrou muitas dificuldades no relacionamento com o Governador Lupion, que muito pouco ajudou devido o candidato que ele apoiou que era o Dr. José Jukowisk ter perdido a eleição, mas mesmo assim conseguiu alguma conquista, que além dos recursos próprios, conseguiu recursos através do Deputado Federal Dr. Newton Carneiro para construção de algumas escolas no interior do Município.

Quanto a data da instalação do município (08 de Dezembro de 1955) foi de sua escolha, em virtude de ser o dia de Nossa Senhora da Conceição.

No dia 13 de julho de 1955, Jussara foi elevada à categoria de Município pela Lei Estadual nº 2411, sendo a sua instalação em 8 de dezembro de 1955 e seu desmembramento ocorreu do Município de Engenheiro Beltrão.

As festas da INSTALAÇÃO e da PADROEIRA do município são realizadas no dia 8 de dezembro, com isso o aniversário da cidade e o dia da Padroeira, Nossa Senhora da Imaculada Conceição são comemorados no mesmo dia. Os nascidos no município recebem a denominação genérica de Jussarenses.

Primeira Igreja Matriz e a atual Praça Geraldo Scramin
Primeira Igreja Matriz e a atual Praça Geraldo Scramin

O nome do município se deu devido a grande ocorrência na região, do palmito branco Euterp sp , vulgarmente conhecido pelo nome de Jussara e os símbolos são:

BRASÃO criação do Stúdio Pantheon.
HINO letra de Geni Severina de Queiroz e Silva cidadã jussarense e música de Sebastião Lima de Curitiba
BANDEIRA criação do jussarense Boanerges Vieira da Silva Filho



Rede social:

https://www.facebook.com/noticiasdejussara
https://www.facebook.com/jbtreinamento

+ noticias
ENDEREÇO

Um Jeito Novo de Informar | Centro
87230000 | Jussara
SUPORTE