TERAPIA CELULAR
O que é Célula-Tronco?

Células não-especializadas com capacidade de auto-renovação. Podem originar os diferentes tipos celulares do organismo. Células "mestres" com capacidade de diferenciar-se em tipos de células.
Dependendo da combinação de fatores utilizados numa cultura, as células podem ser induzidas a tornar-se a tipos específicos de células.

Células-tronco adultas(CTAs) são retiradas do organismo já formado, por exemplo, medula óssea.Elas são chamadas de células-tronco adultas por não terem mais alta capacidade de diferenciação.

 

Eticamente falando, o uso das células-tronco adultas não representam problemas. Trata-se de um procedimento equiparável ao de transplante de tecido no próprio corpo. Retiram-se as células-tronco da própria pessoa e injetam-se no lugar onde o tecido está danificado.

Vantagens do uso de células Adultas

- não trazem questionamentos éticos

- estão mais próximas do tecido desejado

- não são tumorigenicas

- podem ser usadas as células da própria pessoa

- é um processo muito semelhante ao natural

 

Implante de Células-Tronco

Fazemos implante de células-tronco pelo protocolo BARMS-USA, com excelentes resultados. Nosso implante de CT(Células-tronco) sao:
- autólogas(células do próprio paciente),
- mesenquimais(da medula óssea),
- adultas multipotentes(nao tem capacidade para se transformar em células cancerígenas).

As células regenerativas são os componentes básicos do corpo. Quando se deparam com uma enfermidade ou lesão, estas células, após preparadas e estimuladas de forma específica, se dispõem a facilitar a restauração ao diferenciar-se em células especializadas necessárias para a reparação do corpo.

O tratamento com Células-Tronco, tem dado ótimos resultados, mas antes do procedimento da Células-Tronco o paciente precisa preparar o organismo para o implante de Células-Tronco passando por outros procedimentos, que poderá ser medicamentos de uso oral, P.R.P(Plasma Rico em Plaquetas) de aplicação endovenosa e articular, caso necessário, intramusculares, medicamentos de uso subcutâneo, etc.


Terapia com Células-Tronco Autólogo

Utiliza-se as células-tronco do próprio indivíduo que receberá a terapia. Atualmente a medula óssea é a fonte mais conhecida e estudada de células tronco do adulto, apesar de pesquisas apontarem que existe células-tronco em outros tecidos como a gordura e o próprio sangue periférico. Na terapia com células-tronco autólogo não existe a possibilidade de reação de incompatibilidade pois as células-tronco utilizadas são do mesmo indivíduo.

A medula óssea é um tecido macio e esponjoso, que se encontra dentro dos ossos longos responsável pela produção de novas células sanguíneas. Ela constitui cerca de 4% do peso total do corpo, o que equivale a cerca de 2,6 kg para um adulto saudável de acordo com seu peso e altura.

No corpo humano, podemos encontrar em nossa fisiologia dois tipos desta medula: a vermelha e a amarela. A vermelha é responsável por glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas, ou seja, todo o conteúdo importante do corpo humano. Já a amarela produz alguns outros componentes do corpo humano, mas em maior quantidade as células de gordura.

Por ser responsável por produzir componentes importantes para o sangue, a medula óssea tem um portante papel no corpo humano. Ela produz os glóbulos vermelho, que transportam oxigênio pelo corpo humano por meio dos vasos sanguíneos. Já as plaquetas, também produzidas pela medula, são responsáveis por estancam o sangue em caso de hemorragia e ajuda na coagulação do sangue.

Os glóbulos brancos, por sua vez, são a defesa do organismo, agindo para combater infecções. São eles que formam as casquinhas das feridas com um líquido aquoso sempre que a pele é rasgada, permitindo que o organismo poda rejuvenescer.

Um dos processos de desenvolvimento interessante da medula óssea é que ela pode mudar de função de acordo com a necessidade do corpo. Quando estamos com anemia, por exemplo, um homem adulto, que possui uma maior quantidade de medula amarela, tem sua medula amarela mesmo se tornando vermelha de novo, produzindo glóbulos vermelhos para seu organismo se tornar saudável novamente.

No meio do furo central do osso, encontram-se as células estaminais mesenquimais, as conhecidas células tronco.

Estas células têm a capacidade de formar várias células do corpo, incluindo osteoblastos (que formam os ossos) e formam os condrócitos (cartilagem), miócitos (responsáveis por formas os músculos) e outras células e as células estaminais endoteliais que formam os vasos sanguíneos.


Por que fazer o Implante de Células-tronco ?


As células regenerativas são os componentes básicos do corpo. Quando se deparam com uma enfermidade ou lesão, estas células, após preparadas e estimuladas de forma específica, se dispõem a facilitar a restauração ao diferenciar-se em células especializadas necessárias para a reparação do corpo. As Células-tronco induzem fatores de crescimento a atuar no local ou locais lesados, mas é importante se ter células ainda viáveis para elas atuarem, por isso a importância de iniciar o Protocolo com a maior brevidade possível após o diagnóstico.


Qual o tipo de Células-tronco serão utilizadas?


Nosso implante são com Células- tronco Mesenquimais(da medula óssea), Autólogas(células do próprio paciente), Homólogas , adultas multipotentes não tem capacidade para se transformar em células cancerígenas.

 

Por que é tão necessário o tempo de preparação para o Implante de Células-tronco?

 

Não há forma eficiente e promissora de se fazer Implante de Células- tronco Mesenquimal, Autóloga, Homóloga sem período de preparação, isto porque as pessoas que procuram tratamento de implante de células-tronco são pessoas que apresentam enfermidades degenerativas graves.
Devido a gravidade das enfermidades degenerativas, estes pacientes tem uma produção interna de células-tronco muito avariada. Dessa forma precisam fazer um esquema de tratamento para que se aumente a produção interna dessas células-tronco.
Sendo ainda necessário após aumentar a produção de células, mantê-las inativas para que quando se acumulem em milhares, elas possam então ser retiradas para serem ativadas e recolocadas no organismo conforme a necessidade do padrão celular, ou seja, de neurônios, de músculos, de osso, e isso é impossível fazer sem uma prévia preparação.
Se não houver uma prévia preparação o tratamento com células-tronco torna-se muito fugaz e muito aquém da resposta esperada e desejada.