HISTÓRICO

HISTÓRICO DA ANPR

A Associação Norte Paranaense de Reabilitação foi fundada no dia 23 de julho de 1963, onde através de uma comissão da sociedade civil presidida pelo médico Dr. Célio Serpa Ferraz, tiveram a iniciativa de fundar uma associação para atender as vítimas de paralisia infantil e outras deficiências ortopédicas. Esta Associação é mantenedora da Escola Albert Sabin – Educação Infantil e Ensino Fundamental, na Modalidade Educação Especial, do Centro Integrado Regional de Reabilitação, Oficina Ortopédica e Loja Ortopédica. A mesma é caracterizada como uma associação civil, sem fins lucrativos, de caráter filantrópico e duração indeterminada, com personalidade jurídica registrada no Cartório de Registro de pessoas jurídicas do 2º Ofício da Comarca de Maringá, sob nº34, Livro A-1.

Atualmente esta Associação possui uma Diretoria Executiva, os quais não recebem alguma espécie de remuneração pelos serviços prestados à entidade no exercício de suas funções na Diretoria Executiva.

A Escola de Educação Especial Albert Sabin, assim denominada no início de sua fundação, foi idealizada juntamente com a Associação Norte Paranaense de Reabilitação em 1963. Nesta época, a escola destinava-se à atender pessoas com sequelas de Paralisia Infantil (poliomielite), motivo do nome Albert Sabin, em homenagem do descobridor da vacina Sabin para prevenir o proliferação da poliomielite. Com a erradicação desta doença, foram surgindo outras necessidades referentes à deficiência física.

No início de sua fundação, esta associação contava com uma estrutura física provisória, sito na Avenida Brasil, nº4313. No dia 05/12/1964, o Governador do Estado do Paraná, através do decreto nº 3181, considerando os artigos 40 e 42 do Sistema Educacional de Ensino, Lei nº4978, decreta a autorização para o funcionamento do atendimento pedagógico por esta associação. A mesma funcionou neste local por pouco tempo, pois em 1966 mudou-se para um terreno doado pelo Rotary Club de Maringá cedido pela Companhia de Melhoramentos Norte do Paraná, sito à Praça João XXIII, nº361. Porém, devido a necessidade de ampliação deste atendimentos, deu-se início à construção da nova sede, no dia 26/06/1980, com terreno doado pela Prefeitura de Maringá, sito à Rua Walter Kraiser, nº50, onde está atualmente.

Foi no ano de 1971 que foi introduzido o ensino regular de 1ª à 4ª série, sendo regularizado no dia 07/02/1973 pelo Decreto nº3181/73, observando os preceitos da legislação Estadual de Ensino e tendo como mantenedora a Associação Norte Paranaense de Reabilitação. Neste período a escola passou à ofertar programa de Educação Básica como: Educação Infantil, Ensino Fundamental de 1ª à 4ª série, Programa Pedagógico Específico, Educação Profissional através da Oficina Protegida Terapêutica e Apoio à Escolaridade.

Em 1982, surge a necessidade do atendimento educacional juntamente com a reabilitação para que esses indivíduos pudessem desenvolver-se de forma global e fossem inseridos na sociedade. Neste período surge uma nova fase em que a educação e reabilitação fossem desenvolvidas conjuntamente na promoção e superação de limitações física e motora, bem como outros déficits associados.

Desde o início de seu funcionamento, esta instituição abrange não apenas o município de Maringá, como também regiões próximas. A Escola Albert Sabin se diferencia pelos atendimentos ofertados no âmbito educacional e de reabilitação, contando com profissionais da educação e da saúde. Com o reconhecimento da comunidade pelos serviços prestados às pessoas com deficiência física, motora e outras associadas. Houve o aumento na demanda pelo atendimento educacional especializado e de reabilitação, tendo a necessidade de ampliação e reestruturação das instalações para melhor realização deste trabalho. Para isto, contou-se com recursos governamentais, Fundo Municipal de Assistência Social, Departamento de Educação Especial Estadual, doações e promoções realizadas pela Diretoria Executiva.

No ano de 2002, esta Associação fez uma parceria com o SUS (Sistema Único de Saúde) e deu início ao Centro Integrado Regional de Reabilitação e Oficina Ortopédica Dr. Toledo, o qual oferece atendimentos de habilitação e reabilitação às pessoas com deficiência física e neuromotora do Município de Maringá e 15º Regional de Saúde. Na Oficina Ortopédica são confeccionados órteses e próteses, bem como são disponibilizados cadeiras de rodas e materiais ortopédicos. Esta parceria tem contribuído com o trabalho desenvolvido nesta escola, pois a educação e reabilitação contam com o trabalho de uma equipe multiprofissional para atender as necessidades destes indivíduos. Promovendo o desenvolvimento global dos mesmos e dando-lhes suporte para melhor qualidade de vida, propiciando a sua inclusão escolar e social.

No dia 11/02/2010 foi aprovado o Parecer CEE/CEB nº 108/10, o qual alterava a denominação das Escola de Educação Especial para Escola de Educação Básica, na Modalidade de Educação Especial. Neste período houve a necessidade das escolas especiais do Paraná realizar ajustes em sua organização pedagógica e administrativa para continuar em consonância com o que dispõe o Artigo nº21 da LDB nº9394/96 e no Estatuto da Criança e do Adolescente – Lei nº8069/90 e serem configuradas na categoria de estabelecimento de ensino que oferta educação escolar, bem como, poderem certificar os alunos então matriculados.

Para reorganização administrativa e pedagógica, a Secretaria de Estado da Educação/SEED, por meio do Departamento de Educação Especial e Inclusão Educacional/DEEIN, implementou estudos, reflexões e debates junto à Federação Estadual das Associações de Pais e Amigos dos Excepcionais – FEDAPAES e Federação Estadual das Instituições de Reabilitação do Estado do Paraná – FEBIEX, com objetivo de elaborar uma proposta de ajustes na organização das Escolas de Educação Básica na Modalidade Educação Especial, aprovada pelo Parecer nº07/14 em 07 de maio de 2014.

Esta escola, atualmente denominada Escola de Educação Básica Albert Sabin na Modalidade Educação Especial, passou a ofertar a Educação Infantil, Ensino Fundamental, Educação de Jovens e Adultos – Fase I e Educação Profissional por meio de um currículo flexível que possibilite aos nossos educandos a escolarização e sua aprendizagem, considerando tempo, ritmo e o seu desenvolvimento, bem como sua deficiência, estipulando um tempo maior de permanência em cada etapa ou ciclo.